O erro de se tornar cristão

Mustapha ao se converter decidiu tornar sua casa uma igreja doméstica (imagem representativa)

Mustapha ao se converter decidiu tornar sua casa uma igreja doméstica (imagem representativa)

Mustapha, marido de Sofia*, se tornou cristão primeiro. Mas a esposa contribuiu para sua conversão. Na época, ela deixou o islamismo e se tornou ateísta, o que fez Mustapha, que era salafista, duvidar da fé. Pouco depois da conversão, ele tornou sua casa em uma igreja doméstica. Sofia precisou de mais tempo para ser seguidora de Jesus. Porém, quando Deus respondeu as orações por sua saúde e a mostrou que estava presente em outros momentos e conhecia suas necessidades, ela se converteu também. As famílias dos dois rejeitaram as conversões.

“Quando você é cristão em meu país, é tratado como se tivesse Aids. As pessoas têm medo de ficarem perto de nós. O que foi um grande choque para mim é que minha família cortou todas as relações comigo. Mas meu marido e eu criamos outro mundo: a igreja em nossa casa. Mustapha se apoiava em mim e eu nele. Nós tínhamos um ao outro e tínhamos os irmãos e irmãs da igreja. Eu tenho uma ligação próxima com os membros da igreja. Eles sabem de detalhes da minha vida e eu sei detalhes da vida deles. É assim que vivemos”, ela explica.

Mustapha começou a igreja na região onde viviam. Ele conhecia muito bem o islamismo, então falava para muçulmanos. Seus argumentos eram convincentes e a igreja começou a crescer. Já tinham mais de 25 pessoas. “Minha casa não era grande o suficiente para tantas pessoas, mas tínhamos os encontros mesmo assim. Pessoas chegavam em horários diferentes. Alguns pais e filhos ou jovens chegavam separadamente, para que as famílias não soubessem aonde estavam indo. Algumas vezes, meu marido ia e secretamente pegava alguém de carro”, conta.

Eles estavam preocupados que as pessoas descobrissem que eram cristãos ou que tinham encontros em casa. “Eu lembro que uma vizinha perguntava: ‘Por que há tantas pessoas na sua casa aos domingos?’. Eu disse: ‘Nós celebramos o aniversário de minha filha’. Então, ela contou para todos na vizinhança que eu era um pouco maluca, porque comemorava aniversário toda semana em casa”, fala.

As pessoas sabiam que eles tinham muitos visitantes e imaginavam o motivo, mas nunca pensaram que eram cristãos, até o dia em que Mustapha decidiu falar abertamente sobre isso. A partir de então, todos sabiam que ele era cristão e isso teve consequências. “Um dia, um dos homens com quem costumava ir à mesquita na época em que era salafista tentou matá-lo com um punhal. Mas ele foi protegido por amigos. Meu marido se recusou a prestar uma queixa. Eu acho que ele estava certo”. Depois, o homem veio pedir desculpas pelo que tinha feito. “Seu marido é um homem muito, muito bom. Seu único erro é que se tornou cristão”, disse.

*Nome alterado por razão de segurança.

Pedidos de oração

  • Clame para que Deus mostre aos muçulmanos do Norte da África sua misericórdia, graça e soberania sobre todas as coisas.
  • Interceda pela crescente igreja de cristãos ex-muçulmanos, principalmente por aqueles que são isolados, não participando da comunhão do corpo de Cristo.
  • Ore para que muitos ouçam o evangelho e peça pelos novos convertidos, para que sejam discipulados, guardados de todo mal e cresçam na fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: