Um das descobertas recentes é o local da igreja onde provavelmente foi realizado o Concílio de Niceia, sendo esse um dos acontecimentos mais importantes na história do cristianismo, ocorrido no ano 325 da era cristã.

O mais surpreendente é que os arqueólogos encontraram as ruínas por acaso, por imagens aéreas de um lago na Turquia. Eles notaram que a estrutura no fundo do lago lago Iznik, com cerca de 3 metros de profundidade, é a de um antigo templo cristão com pelo menos 1.700 anos de idade.

O achado foi confirmado por Mustafa Şahin, chefe de arqueologia da Universidade Bursa Uludağ, na Turquia. Ele disse que na época a região era chamada de Niceia, província de Constantinopla e que atualmente é Istambul, a capital do seu país.

“Quando obtive pela primeira vez as imagens do lago, fiquei bastante surpreso ao ver claramente uma estrutura de igreja”, disse ele, segundo informações do Daily Mail. “Eu estava fazendo pesquisas de campo na região de Iznik [desde 2006], e não imaginava que iríamos descobrir uma estrutura tão magnífica assim debaixo d’água”.

Lago onde foi encontrado o templo cristão submerso, na Turquia

 

A intenção agora de do professor Sahin é transformar o local em um centro  de visitação, criando um museu subaquático. Para isso ele precisa contar com a aprovação do Governo turco, que poderá se manifestar ainda esse ano.

O local marca o momento em que o Concílio convocado pelo então imperador Constantino, tratou de refutar algumas heresias da época, como a crença de que Jesus teria sido criado, concepção defendida pelo “arianismo”. Na ocasião ficou entendido conforme declara a Bíblia, de que Cristo é eterno, uma vez que Ele e Deus possuem a mesma natureza.