Como você fala sobre sexo com seu filho?

Pergunta curta e grossa: quando você era um adolescente, seu pai falava de sexo com você?

Mais uma: como ele falava sobre o assunto? Encorajando-o a “pegar as gatinhas” ou a ser o “garanhão” do pedaço? Alguns até levaram os filhos a prostíbulos para a iniciação sexual. Lembra-se daquela velha e desrespeitosa frase “que prendam suas cabritas, pois meu bode está solto”? Fácil para quem tem filhos e não filhas.

Por que perguntamos isso? Bem, é que um estudo da Universidade de Nova York (NYU, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, mostrou que a proximidade e as atitudes do pai influenciam – e bastante – o comportamento sexual dos filhos adolescentes.

Quando os pais são muito condescendentes em relação ao sexo, os filhos podem começar sua vida sexual prematuramente. Já aqueles chefes de família que conversam francamente e deixam claros os limites e as consequências que envolvem esse tema contribuem para que os filhos esperem a época mais adequada, não se precipitem e tenham mais resistência à popular pressão dos amigos – que, sabemos, não é nada pequena. Foram definidos como pais não só os progenitores propriamente ditos, mas outros homens com papel ativo na educação de alguém, como padrastos, tios e avôs.

Nem muito, nem pouco

Outra conclusão da avaliação da NYU: tanto os pais exageradamente rigorosos quanto aqueles liberais em excesso quando o assunto é sexo têm filhos que se iniciam sexualmente muito cedo. Já os que têm um diálogo com base no respeito mútuo e falam racionalmente de regras claras e consequências da atividade sexual ajudam os adolescentes a ter consciência de que devem esperar o momento certo. Isso gera autonomia no jovem, pois ele sabe que sua opinião é respeitada pelo pai, o que lhe permite tomar as decisões certas mesmo longe dos adultos, levando em consideração a importância de suas atitudes.

Entendeu melhor agora como sua influência pode ser benéfica ou desastrosa para um filho, um sobrinho, um neto, um estagiário em seu trabalho ou outro adolescente qualquer que presta atenção ao que você fala e faz? Compreendeu a diferença entre ser pai e ser “amiguinho” do filho? A referência paterna interfere direta e indiretamente em áreas do desenvolvimento de um garoto. Um pai distante ou mesmo um próximo que não tenha foco perde uma grande oportunidade de contribuir para que os filhos tenham, futuramente, uma vida sexual saudável. E isso vai fazer muita diferença na qualidade de vida desse “homem do amanhã”, que hoje você educa.

Os reflexos

Uma coisa desperta a atenção nessa matéria: o diálogo racional e verdadeiro de um pai com o filho faz com que o jovem se sinta respeitado e saiba que tem a atenção daquele ente querido. Os reflexos disso são muito benéficos a curto e a longo prazos.

Mas isso também faz diferença com outros familiares, além de amigos e outras pessoas de seu convívio. Tirar um tempo para dar atenção a eles pode parecer difícil às vezes, mas os bons resultados surpreenderão os dois lados. Não precisa ser nada extraordinário. Às vezes, é só uma questão de pegar um cineminha, passear num parque, ajudar em alguma tarefa – algo que o outro goste ou precise. Veja dicas bem legais no Desafio #4 do IntelliMen e surpreenda-se pela simplicidade. Ah, também é importante registrar esse momento. Entre agora mesmo em http://www.intellimen.com e saiba o que fazer.

Dica tecnológica

Software “antipornô”

A pornografia também pode favorecer uma vida sexual prematura e imprópria. Por isso, o software Anti-Porn é um aliado dos pais. Ele bloqueia conteúdos suspeitos em várias línguas em sites, chats, jogos e programas de mensagens, além de fazer uma captura de imagens do que foi acessado. Também conta com precauções para que os pequenos mais espertos não apaguem ou desabilitem o recurso. Ele funciona em várias versões de Windows. Veja preço atualizado ou baixe uma versão grátis para teste em www.tueagles.com/anti-porn/.

Anúncios
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s